Menu
joão pessoa notícias: notícias da paraíba e Brasil mundo entretenimento política e muito mais
Para ouvir nossa rádio, baixe o aplicativo RadiosNet para celulares e tablets com Android ou iPhone/iPads.

Hervázio conta placar de 7 a 0 de Ricardo contra Cartaxo na mobilidade de JP

18 OUT 2017
18 de Outubro de 2017
A meu ver os defeitos superam e muito a gestão do prefeito Luciano Cartaxo”, disse Hervázio

O deputado Hervázio Bezerra (PSB) criticou no plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba, nesta quarta-feira (18), as obras de mobilidade urbana executadas pela Prefeitura de João Pessoa. De acordo com ele, as ações de mobilidade na capital do estado estariam paralisadas se não fosse pelas ações do governador Ricardo Coutinho (PSB). 

Ao invés de estar destruindo e refazendo as calçadas em algumas áreas da Capital, como orla e Avenida Beira Rio, onde os empreendimentos já possuíam calçadas, Hervázio entende que o prefeito deveria concluir a passagem molhada da Avenida Beira Rio, obra que já está atrasada há um ano e oito meses.

Hervázio, no entanto, duvida da efetividade da obra quando for concluída. “Mesmo que conclua a passagem molhada, vai modificar o que no trânsito?”.

O socialista disse que o prefeito Luciano Cartaxo é inoperante, mas também citou alguns pontos positivos. “Os pontos positivos eu já disse: paga em dia o funcionalismo, paga em dia o fornecedor, pinta escolas”, elencou.

O deputado elencou, no entanto, as obras de mobilidade da Capital, e disse que proporcionalmente, o governador Ricardo Coutinho dá de goleada no prefeito.

Na conta de Ricardo, Hervázio citou o binário de Bayeux da Avenida Liberdade, a duplicação da Avenida Cruz das Armas, o Viaduto do Geisel, o Trevo das Mangabeiras, a Alça da Beira Rio, a duplicação da Pedro II, o Retão de Manaíra.

As de Cartaxo, por outro lado, segundo Hervázio, são a inversão do trânsito da Monsenhor Walfredo Leal e inversão de trânsito na Pedro II.

Ainda conjecturando sobre a proporcionalidade, o parlamentar comparou o Viaduto do Geisel e a obra da Avenida Beira Rio. Ele questionou “em quantos anos nós poderíamos aqui estimar que Cartaxo, com a agilidade e celeridade que dá à passagem molhada, se fosse construir o Viaduto do Geisel”, concluiria a obra.

“O deputado Aníbal Marcolino fez uma conta aqui e me passava: gastaria 21 anos. Se botar o Trevo das Mangabeiras, ele precisaria de 30 a 40 anos para fazer o que o Governo fez. A meu ver os defeitos superam e muito a gestão do prefeito Luciano Cartaxo”, disse Hervázio.
Voltar
Tenha também o seu site. É grátis!